Slider

Esporte Euclidense: Da beleza do discurso ao abandono real

Ginásio de Esportes

A reportagem do site rotadanoticia.com recebeu diversos reclames de moradores de vários pontos da cidade reclamando do abandono das praças esportivas.

Realizamos visitas criteriosas por bairros de Euclides da Cunha para constatar e infelizmente confirmar a procedência das denúncias, observando o estado deplorável de verdadeiro abandono de praças esportivas.

Nossa caminha começou pelo Ginásio de Esportes, que tem o nome do saudoso Aloísio Vieira, esta praça esportiva que já foi palco de grandiosos eventos de diversas modalidades e principalmente das maiores competições de Futsal da Bahia.

Nesta visita, observamos que praticamente toda a estrutura está danificada, sem qualquer manutenção da atual gestão. Os banheiros sem possibilidade de uso, parte do alambrado que sobrou está “enfeitado” de buracos, refletores sem funcionamentos, traves de gol do futsal e aros de cestas e tabelas do basquete completamente destruídos. Realmente um total abandono sem precedentes, sem falar que, ao lado do Ginásio de Esportes tem um campo de futebol tipo terrão e que também sofre com a falta de manutenção.

A quadra esportiva da Praça Roberto Santos, é outra que vem agonizando e por está no centro da cidade e ser um dos pontos de entrada da cidade, potencializa a visão de uma cidade sem cuidados. Os alambrados estão repletos de buracos, a quadra danificada e sem pintura, além de matos crescendo em sua volta.

Bairro São Bartolomeu III
Praça Roberto Santos

Outro local que nos chamou muito a atenção, foi a praça esportiva no Condomínio São Bartolomeu III, popularmente conhecido como bairro das “Casinhas” do projeto Minha Casa Minha Vida. Inclusive a situação de abandono foi destaque de reportagem da TV Euclides do repórter Antenor Junior, onde na ocasião, imagens esclarecedoras vieram a expor a real situação caótica, não apenas da quadra esportiva, mas de toda estrutura do bairro que padece em um descaso sem a atenção do poder público.

A praça esportiva, ou o que parece ser um campo de futebol de dimensão pequena, apresentava o domínio do mato e a falta de qualquer estrutura para a prática do futebol. Após a reportagem da TV Euclides a administração municipal fez uma “meia boca” de capinagem, porém o quadro segue praticamente o mesmo, ou seja, de abandono.

Praça Roberto Santos

Na entrevista de uma criança do bairro, suas palavras chamaram a atenção quando é perguntada sobre a situação do campo: “Eu queria que viesse pra esse lado para tirar o mato! Por isso quero pedi ao prefeito e estou denunciando”.

Contudo, vale ainda ressaltar que, no centro da cidade tem a Praça da Juventude, e não muito diferente ainda necessidade de manutenção adequada, como também o Estádio Municipal Luiz Agres, “O Luizão”, que está fechado para mais uma reforma, sendo que, há poucos meses este estádio foi reformado e as obras foram contestadas por vereadores que inclusive denunciaram possíveis irregularidades.

Observada toda a situação aqui devidamente exposta, não conseguimos entender a contradição do gestor municipal com o discurso de quem ama o esporte e a sua contradição com a realidade de abandono.

Veja também:

2 thoughts on “Esporte Euclidense: Da beleza do discurso ao abandono real

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Copia não autorizada