Slider

Vacina russa pode ser distribuída ainda neste mês de agosto

Mesmo sem divulgar nenhum dado sobre a sua eficácia, a Rússia trabalha para que a vacina contra o coronavírus produzida pelo Instituto Gamaleva seja distribuída ainda neste mês de agosto, sendo inicialmente imunizados os profissionais de saúde.

A informação é da TV norte-americana CNN, todavia, não há informações sobre a segurança ou eficácia da vacina ou mesmo se os testes em humanos foram concluídos.

Segundo a CNN, o diretor do fundo soberano da Rússia, Kirill Dmitriev, afirmou que “é um momento do Sputnik”, fazendo referência ao lançamento do primeiro satélite do mundo pela União Soviética, em 1957. “Os americanos ficaram surpresos quando ouviram o bipe do Sputnik. É o mesmo com esta vacina. A Rússia chegará lá primeiro”, afirmou.

Rapidez dos Cientistas russos são justificadas pelo fato do desenvolvimento da vacina partir de uma versão modificada e já criada para combater outras doenças.

O governo russo disse ainda que soldados foram utilizados como voluntários na fase em que são realizados testes em humanos.

O presidente do Fundo Russo de Investimento Direto, Kiril Dmitriev, aumentou a aposta sobre o tamanho da produção russa da vacina.

Dmitriev explica que a vacina estará disponível no sistema de saúde do país em meados de agosto, e que a partir de setembro o país já terá doses disponíveis para vender a outras nações interessadas. Até a semana passada, ele dizia que a produção poderia chegar a até 30 milhões de doses até dezembro de 2020, mas agora conta que está estudando como aumentar essa cifra, devido à demanda.

Veja também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Copia não autorizada